quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Quase um Aurélio...

Agora o meu Rei já sabe falar...
Calma, eu explico: ele já fala há muitos meses, mas antes ele repetia o que a gente pedia pra ele falar. Agora ele ouve a palavra, guarda e usa no momento certo.

Não há mais nenhuma palavra (dessas usuais) que ele não fale. Sabe o nome de tudo. Ah, e agora ele fala um idioma diferente: "Inglês Aportuguesado". Sabe quando os norte-americanos vêm para o Brasil e aprendem o português? Enrolando a língua? Pois é assim que ele fala.

Pra pedir o dvd da Mara Maravilha, por exemplo, é assim:
- Bótaaaa, evêdê, Máuria (enrolando a língua).

Só vou deixar registrado um pouco (um pouco mesmo) do vocabulário dele para não esquecer na posteridade:

Mulher = Boér
Colher = Coér
Cueca = Coéca
Borboleta = Boboêta
Lobo = Bôbo
Porquinho = Póquinho
Chapeuzinho Vermelho = Udinho Emêlo
Cuscuz = Cucuis
Ovo = Vôvo
Carro do Lixo = Caíxo
Caminhão do Lixo = Cámião íxo
Banheiro = ãeiro
Chuveiro = Fúva
Uva = Fúfa

E agora, cheio de dengo, não fala mais vovó e sim "bobóxinha"...

Por falar em vovó, minha mãe está viajando e ele sentiu bastante o baque. Chegamos na casa dela e ele foi direto para o quarto procurando a "bobóxinha". Quando alguém bate no portão aqui em casa e eu pergunto pra ele quem é, ele dá as seguintes opções:
- Bobóxinha, Aza, Zaié, Xéia. (Tradução = Vovozinha, Naza, Nazaré, Lucélia - esta última é a babá dele).

Outro registro: estávamos na casa da minha mãe, quando o pai dele parou a moto na porta e acelerou um pouco. Ele, deitado, levantou a cabeça e disse: - "Painho, gô". (Tradução = Painho chegou!)

Um comentário:

Hildaneli Zaidan disse...

Val, essa idéia foi maraaaa.
Para nós que estamos um tanto quanto distantes, tivemos neste, uma oportunidade para sabermos como é o dia-a-dia de Arthur.
Esse menino ainda vai ter muito o que falar, ou melhor, postar.
Ah!!, tia Jana.... é melhor tia Hilda. rsrsrsr
Beijos em vocês!!!!!