segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Puxa-saco Mirim

Ontem, estava eu aqui, numa boa, selecionando umas fotos para revelar, o maridón tirando o cochilo da tarde, quando me chega o pequeno (que eu já julgava estar dormindo, junto com o pai):

- Mãe, o papai tá com dor de cabeça. Você vai cuidar dele, mãe? Você vai pegar um remédio, não vai? Faz um chazinho pra ele, mãe! Vai mãe! Ele tá dodói! Cuida dele, mãe.

Eu, que não tinha escutado o maridón falar nada, fui até a cozinha, peguei um ASS infantil, coloquei na mão do pequeno e mandei que ele fosse dar ao pai dele, para colocar embaixo da língua. Ele chegou perto do pai, chamou bem baixinho, beijou no rosto e entregou o remédio. Assim, bem delicado.

Fiquei pensando na última vez em que ele queria que eu lhe contasse uma história e eu falei que estava com dor de cabeça. Mesmo assim, ele insistiu tanto para que eu fizesse, que acabei cedendo. E com o pai, só porque viu o pai deitado, dormindo, supôs que ele estivesse doente e fez esse drama todo. Eu mereço!

Um comentário:

Kell Alves disse...

Humm... Rolou um ciuminho por aqui.
hehehehe