domingo, 29 de maio de 2011

Influências

Quem me conhece sabe que não sou muito eclética quando o assunto é música. Só compro cds dos clássicos internacionais dos anos 70, 80 e 90 ou gospel. Vez ou outra escuto Djavan, Vitor e Léo, além dos rocks nacionais: Engenheiros, Biquini, Paralamas e Legião. Acontece de eu gostar de uma música de outro cantor, mas é difícil. Apesar de ser baiana, modéstia a parte (rsrsrs), não curto os axés. Uma ou outra música, um pouco mais lenta, às vezes eu ouço. Só isso. 

Eis que hoje fomos à pizzaria: eu, maridón e o pequeno. Como o guri é ansioso, a gente fica inventando brincadeiras à mesa, até a pizza chegar. Ele hoje pediu pra brincar de música, ou seja, eu falo uma palavra e nós três temos que cantar um trecho de qualquer música que contenha a tal palavra. Então, lancei:

- Quero uma música com a palavra SUPER.

O papai cantou: "Super fantástico amigo, que bom estar contigo no nosso balão"...

Eu cantei: "Super fofos, super fofos com harmonia. Trabalhamos juntos com alegria..."

O guri pensou, pensou e quando eu ia encerrar e dizer outra palavra, ele gritou:

- Já sei! - e cantou: - "Foge, foge, Mulher Maravilha. Foge, com Superman..."*

* Música (?!) Liga da Justiça, da Banda Leva Nóiz

2 comentários:

Kell Alves disse...

Ai que decepção Artur! : )

Vany Piher disse...

Que coisa fôfa..... Já sabe de quem herdou né????