quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Rompendo em Fé

Recebi alguns comentários na postagem anterior, e ainda quero receber mais, pois eles têm me confortado. Por enquanto, Louvo a Deus por tudo que Ele tem feito em nossas vidas. Reflitam na letra dessa canção cristã, independente de qual seja a sua religião.
Cada vez que a minha fé é provada
Tu me dás a chance de crescer um pouco mais.
As montanhas e vales
Desertos e mares que atravesso
Me levam para perto de Ti.

Minhas provações não são maiores que o meu Deus
E não vão me impedir de caminhar.
Se diante de mim, não se abrir o mar,
Deus vai me fazer andar por sobre as águas.


Rompendo em fé.
Minha vida se revestirá do Teu poder.
Rompendo em fé.
Com ousadia vou mover no sobrenatural.
Vou lutar e vencer. Plantar e colher.
A cada dia vou viver rompendo em fé.
(ROMPENDO EM FÉ, Ana e Edson Feitosa)
http://www.youtube.com/watch?v=RzpRIslg7LY

2 comentários:

Nathalia E. Strutzel Pádua disse...

essa música é muito linda !!!!
amiga, creia em Deus e ELE tudo fará !!! na bíblia diz assim: Quando sou fraco é que sou forte !
Deus não deixa um filho seu desamparado!!!
acredito que essa fase do seu princípe seja passageira, não acredito que seja caso de psicólogo e talz... e também não acho que é hiperatividade, se não todos os bebês da idade dele seriam hiperativos?oi? pelo pouco que estudei hiperativismo na faculdade, minha professora sempre falava que isso não poderia ser diagnosticado cedo, pois só poderia ser feito isso com crianças maiores!
entende????
então minha amiga fica em paz!!!!!
espero que tenha gostado da dica aqui, não sou a mais experiente, mas espero ter te ajudado !
beijocas.
fica com Deus !
e o meu filho também faz birra, fica mole, se joga, enfim !!!
e agora deu de gritar quando dou bronca!
é mole?

Mônica disse...

Val, passei por aqui para agradecer seu comentário lá no blog e dizer que já estou te seguindo.
Mas também quero dar uma opinião. Como jornalista e filha de pedagoga, sempre lidei muito com essa questão da hiperatividade. É muito difícil o diagnóstico e tomar remédio é uma ótima solução, mas quando o diagnóstico é feito corretamente. Acho que seria mais legal você procurar uma segunda, e quem sabe, até uma terceira opinião para ter certeza absoluta.
beijos
Mônica

http://comercrescer.blogspot.com